Festival Community
This website is using cookies to. By clicking 'OK', you agree with our cookie policy. More about this.
OK

inesnin

RESEARCHER   +   ARTIST   +   OUTSIDE_OF_CLASIFICATIONS

Memefest at CulturaDigital.Br
6

Dear Memefest comrades,

We're going to have a Digital Culture festival here in Rio de Janeiro, Brazil, in December. And we applied for the open call for projects. We want to heat up the discussion towards socially responsive communication in a local sphere, in contact with people from all over the world, and the sky is the limit...

So, today is the last day of the voting process (that's not the only thing that counts, but that's important). If you don't mind clicking there to support the project, here it is: http://culturadigital.org.br/#!/chamada-publica/projetos-inscritos/memefest-festival-internacional-de-comunicacao-radical -- no need to login, register or anything.

It's in portuguese, but trust us. Or, there's nothing G***** Translate won't do for you (even roughly). :)

Obrigada!


EDIT: VOTING IS STILL OPEN FOR A WEEK, COMRADES - yes! just discovered that in their twitter. open call was until today. so, spread the word, if you may.. (: it's a network meet-up, the proposal!

Memefest e eventos
1

Há mapas para publicar aqui, produzidos no encontro em Nijmegen, Holanda, em junho. Um deles ganhará uma versão digital interativa, os outros foram impressos em camisetas. São maneiras experimentais de visualizar conflitos.

Outras visualidades e pesquisas cartográficas, à maneira situacionista, têm ganhado espaços de experimentação e vivências pelo Rio: o Laboratório de Cartografias Insurgentes [ http://cartografiasinsurgentes.midiatatica.info/ ], iniciativa do IP e outros coletivos, propõe táticas de resistência frente às mudanças pelas quais passa a cidade do Rio de Janeiro com a vinda de dois megaeventos - a Copa do Mundo em 2014 e as Olimpíadas em 2016. A cidade é feita para seus moradores ou para aqueles que a visitam? Para pessoas ou carros? Para quem? São questões que fervilham nos debates por aqui, da luta pela moradia às crescentes campanhas pró-ciclismo. Sobre as inquietações mais graves, escrevi um texto [ http://www.overmundo.com.br/overblog/a-cidade-dos-megaeventos-visibilidades ] no qual falo um pouco mais - e passionalmente, vale dizer. Os links contidos no texto carregam referenciais mais precisos.

Dito isso, um evento benvindo à cidade em dezembro desse ano será o Festival CulturaDigital.Br. Na forma do Fórum de Cultura Digital, o festival ocorre em São Paulo desde 2009, e neste ano não só aporta em terras cariocas como se apresenta numa versão bem maior.

Inscrevemos o Memefest na chamada de projetos, aos 45 do segundo tempo, sim.. Está aberto para apoiadores, à distância de um clique, por lá! :)

http://culturadigital.org.br/#!/chamada-publica/projetos-inscritos/memefest-festival-internacional-de-comunicacao-radical

(A VOTAÇÃO DURA A SEMANA TODA!)

Mais por vir
!

Mergulho nas ideias
4

Vou tentar condensar pela primeira vez tudo o que tem acontecido por aqui em poucas palavras. Fato: Memefest Brasil encontra Memefest internacional. Participantes, curadores e organizadores, todos juntos por algo em torno de 10 dias num festival em Nijmegen, Holanda. Lá, encontramos participantes do International Media Training - que fariam a cobertura do festival Oddstream [ http://www.oddstream.org ], dentro do qual ocorriam as atividades do Memefest - e diversos artistas, nas muitas definições possíveis. O local, De Vasim, uma fábrica desativada numa região um pouco afastada da cidade mais antiga da Holanda, Nijmegen, serve normalmente além de espaço para eventos, como ateliê de diversos artistas, creio que com foco em circo. A atmosfera e a estética circenses acabam por inebriar todo o festival Oddstream, somando cores, tendas e diversos artefatos indescritíveis espalhados por toda parte.

Havia shows em pelo menos três palcos distintos, noites dedicadas à música eletrônica - com especial destaque ao dubstep :)) - exposições de arte multimídia, artista usando o espaço como ateliê e produzindo lá mesmo, seminários, workshop do Memefest e diversas atividades envolvendo a equipe do International Media Training acontecendo simultaneamente durante toda a duração do festival. Chegamos um pouco antes e fomos embora um pouco depois do festival em si, considerando pré e pós-produção, balanço, reuniões, festas e a impressão dos mapas de comunicação socialmente sensível produzidos durante o workshop.

Eu, Kevin Lo, Fréderic Dubois e Paulo Hartmann atuamos como mentores tanto do International Media Training quanto do workshop Mapping Socially Responsive Communication, do Memefest, e alternávamos entre essas duas atividades.

Com a equipe da capacitação de mídias, participamos do "energiser", as atividades de integração de grupo mais intensas e divertidas que já vi, e fizemos algumas apresentações. Primeiro, falamos do Memefest e suas orientações teóricas para um grupo de jovens oriundos de países como Portugal, Eslovênia, Alemanha, Espanha, Holanda e outros países europeus, o que provocou uma discussão interessantíssima que teve repercussões posteriores. Muitos não conheciam o festival, mas participavam de organizações com ideias afins, portanto acredito que fizemos conexões bem importantes ali. Depois, apresentamos outros projetos dos quais participamos ativamente tanto nas esferas internacional quanto em nossos países de origem: enquanto eu e Paulo viemos do Brasil, Kevin e Fréderic são de Montreal, Canadá - mas não se conheciam! Falei do Overmundo [ http://www.overmundo.com.br e http://institutoovermundo.org.br/ ], site e instituto no qual venho atuando nas áreas editorial e de pesquisa mais intensamente a partir desse ano, mas que participo desde 2006.

No workshop do Memefest, o foco durante alguns dias girou em torno de poderosas discussões teóricas em torno do capitalismo e suas bases, o papel da publicidade, comerciais e como são feitos, ideias, ideologias, em que tipo de comunicação podemos acreditar, o que podemos fazer, e as características da comunicação socialmente sensível (tradução livre minha para 'socially responsive communication', termo cunhado por Oliver Vodeb e Nikola Janović, no livro "Demonstrating Relevance: response-ability", aqui http://www.memefest.org/demonstratingrelevance/en/ ).

Após estudos e um intenso brainstorming em grupos, produzimos mapas visuais que procuravam identificar e orientar quanto ao que pode ser considerado comunicação socialmente sensível e o que é simplesmente marketing social (feito nos mesmos moldes dos trabalhos de comunicação comercialmente orientados). Ficaram interessantíssimos os resultados! Publicaremos as imagens aqui em breve.

Para o Memefest Brasil, tivemos "a" reunião importante, afinal, na qual discutimos projetos futuros, financiamento, Memefest como um todo, economia da cultura no Brasil e na Europa e eventos no Brasil! Tivemos em 2007 alguns seminários e discussões animados em São Paulo, dos quais o Paulo pode falar melhor, e pretendemos fazer novos eventos, se possível periódicos, em terras brasileiras! Conexões com a América Latina também estão em curso: a ideia é nos aproximarmos e ampliarmos as discussões em torno de questões locais, que passem pelo tema da comunicação visual, teoria, produção artística etc. Há muito a ser feito!

Dito isso, somente uma pontinha do que foi esse encontro tão especial, aguardem novidades daqui pra frente. Inspiração vinda de diversas partes do mundo, energia condensada e muita, muita alegria.

Thanks to Karin, Sandy, Kevin and Rok for the pictures!

Workshop: comunicação socialmente sensível
1

Não foi uma decisão fácil. Muitos participantes enviaram bons trabalhos para o festival desse ano. Dentre esses, os mentores do workshop - Oliver Vodeb, Tony Credland, Sandy Kaltenborn, Shoaib Nabi, Alain Bieber e Jason Grant - tiveram a difícil tarefa de escolher quais seriam convidados para Nijmegen, Holanda, em junho desse ano. Os critérios para participação no workshop de comunicação socialmente sensível foram:

1. diálogo multicultural entre os participantes
2. presença de participantes oriundos de locais não-privilegiados
3. presença forte de teoria e prática entre os participantes
4. mistura de diferentes modos de abordar a comunicação visual
5. envolvimento atual/anterior na comunidade Memefest
6. relevância do trabalho enviado perante o tema do festival 2011
7. envolvimento dos participantes com diferentes níveis de conhecimento - do experiente ao iniciante

Os participantes da competição desse ano contemplados pelo nosso prêmio especial e que serão convidados a ir para a Holanda são:

Anja Groten (Holanda), Darija Medic (Iugoslávia), Karin Grigoryan (Armênia), Tamara Djordjević (Iugoslávia), Mathieu Tremblin (França), Niloufar Tajeri (Alemanha), Gal Kirn (Eslovênia), Scott Townsend (EUA), Christian Zoellner (Alemanha), Paolo Cirio (Itália), Alana Hunt (Austrália), Jody Boehnert (Reino Unido), Vladimir Turner (República Tcheca), Monika Klobčar (Eslovênia), Simon Perčič (Eslovênia), Gavin Grindon (Reino Unido), Sarah Dugan (Canadá), Giada Totaro (Itália), Jovana Cvetićan (Iugoslávia) e group_5 (Emirados Árabes Unidos).

Infelizmente, dessa vez não tivemos nenhum brasileiro entre os selecionados. É importante lembrar que isso não se deve necessariamente à qualidade dos trabalhos enviados, mas ao fato de os trabalhos e seus autores se enquadrarem ou não no perfil esperado para os participantes desse workshop. O foco é sobretudo comunicação visual, ou design, além dos quesitos já explicitados acima. Mas, e afirmo isso com a convicção do potencial que o Memefest tem de se expandir nos países de língua portuguesa, e não só no Brasil: não desanimem! Logo logo anunciaremos os próximos passos do Memefest Brasil, e há planos interessantes em vista. Vale ainda lembrar que, caso algum participante não possa comparecer, a lista dos selecionados será atualizada, podendo aparecer novos nomes. Novidades como essa poderão ser divulgadas nas próximas semanas.

Como é possível ver nas publicações relacionadas abaixo (em inglês), esse é um workshop muito especial. Nele serão tematizados a conceitualização e o design de mapas para visualizar e articular textualmente a diferença entre a comunicação socialmente sensível e a problemática prática do "marketing social".

Para saber mais sobre comunicação socialmente sensível, confira:

"Memefest awards - mapping socially responsive communication workshop" > http://www.memefest.org/pt/memeblog/2011/01/memefest-awards-mapping-socially-responsive-communication-workshop/

"Mapping socially responsive communication workshop - experimental geography" > http://www.memefest.org/en/memeblog/2011/01/mapping-socially-responsive-communication-workshop-experimental-geography/

Trata-se de uma reflexão interessantíssima baseada no conceito de 'geografia experimental', que Trevor Paglen trata nesse artigo http://www.brooklynrail.org/2009/03/express/experimental-geography-from-cultural-production-to-the-production-of-space (em inglês, mas muito recomendado!)

No mais, vale conferir o site do festival Oddstream [ http://www.oddstream.org/?lang=en - em inglês ], parceiro do Memefest, que está programado para junho desse ano na Holanda. Lá, teremos o workshop aqui mencionado, palestras inspiradoras e uma grande exposição dos trabalhos contemplados no Memefest 2010-11! Isso significa que, mesmo que você não tenha sido selecionado para ir até lá, pessoas do mundo todo poderão ver seus trabalhos, caso você tenha sido um dos vencedores do prêmio. Não tenho certeza absoluta se todos os trabalhos vencedores estarão incluídos, embora seja isso o previsto. Uma lista dos trabalhos expostos recentemente em Ljubjlana, Eslovênia, pode ser conferida aqui http://www.memefest.org/pt/memeblog/2011/03/demonstrating-relevance-response-ability-memefest-exhibition-in-ljubljana/ (a equipe geral do Memefest lembra que essa exposição foi limitada pelos quesitos espaço e orçamento).

Cabe aqui lembrar que uma gama bem maior de trabalhos, de todos os anos do Memefest até hoje (isto é, de 2002 a 2011), foi publicada há pouco tempo no livro "Demonstrating Relevance", organizado por Oliver Vodeb e Nikola Janović. Mais sobre o livro aqui http://www.memefest.org/demonstratingrelevance/en/

Todos os trabalhos selecionados ao longo dos anos do festival também estão disponíveis em nosso arquivo aqui no site, basta explorar!

Resultados publicados. OBRIGADO a todos que participaram!
1

Que fantástico feedback! Comunicadores visuais, críticos, artistas, educadores, ativistas e pesquisadores de várias partes do mundo responderam ao nosso tema e enviaram suas reflexões em diferentes mídias. Nossos curadores e editores trabalharam então durante três semanas, revisando as inscrições e selecionaram um máximo de 7 trabalhos cada um. Como parte do Prêmio Memefest, cada trabalho selecionado recebeu consistentes comentários e reflexões em retorno. Estes contêm ideias, inspirações, elogios, críticas e sugestões que pretendem contribuir para um enriquecimento da proposta e do resultado final dos trabalhos. Os editores da categoria Produção Crítica pediram um pouquinho mais de tempo, e os resultados serão publicados a qualquer momento! Os resultados podem ser conferidos aqui:

http://www.memefest.org/pt/gallery/works2010-11/

Agora é o momento de finalmente ver os trabalhos que participaram dessa edição do Memefest e os respectivos comentários. Você também pode - e deve - participar das discussões!

Dentre os vencedores ainda serão selecionados 20 participantes que serão convidados a participar de um workshop Memefest na Holanda em junho! Será uma incrível semana dedicada a pesquisas, experimentos, criação e festas. Aguarde!

Informações sobre o andamento desse processo serão publicadas aqui no site do Memefest sempre que possível. Também iremos fornecer aos poucos comentários mais aprofundados sobre os trabalhos enviados para essa edição, sobre os trabalhos selecionados e sobre o festival como um todo.

Depois de um ano e meio depois da edição anterior do Memefest, em 2008, cá estamos novamente! Durante esse tempo, nos dedicamos a reformular totalmente o conceito do festival. Como resultado, concordamos que esse ano tivemos um festival particularmente poderoso. E tem sido muito bom fazê-lo.

No Memefest, somos muito inspirados pela sua participação. Ela nos deixa muito felizes de trabalhar nesse projeto e só fortalece a determinação de contribuir para uma mudança generalizada na teoria e na prática da comunicação - para melhor. Um parabéns a todos que participaram, em especial para aqueles cujos trabalhos foram "curados" e (que serão) editados.

OBRIGADO!



* Essa é uma tradução livre do texto do Oliver publicado na versão em inglês do site - aqui http://www.memefest.org/en/gallery/works2010-11/ - a qual nós, do Memefest Brasil, endossamos, e, alegremente, assinamos embaixo. :D

Memefest latinoamérica: um convite
2

O mundo por aqui tem estado rodopiante - nas melhores voltas. E o de vocês? É engraçado escrever em português num ambiente que mistura tantas vozes - mas então, é uma voz que ouvem alguns, multiplicantes, e talvez outros tentem decifrar.

Entre voos e cotidianos, sempre me interessei por política. Só que, diferentemente do que pensam alguns, política não se faz só com políticos, nem com notícias e tantos dissabores proporcionados por elas. O efeito incômodo, dentre outras coisas, é pior certamente quando somente recebemos passivamente "notícias" e as tratamos como algo relativamente distante das nossas vidas. Para mapear e começar a entender contextos mais amplos, teoria política é algo sensacional de se estudar. A começar pela possibilidade de ir descobrindo outros e diferentes modos de lidar com o poder, outros sistemas, pensamentos e realidades.

No sentido prático, há hoje muitas discussões e movimentações ocorrendo nesse campo, digo localmente, em grande parte devido ao momento de transição de governo e as novidades, nem sempre críveis, que não param de aparecer. Em um post anterior, "Coletivos e redes locais", tentei mencionar algumas das organizações, redes e grupos de pessoas que emergiram nos últimos anos e que têm desenvolvido trabalhos muito interessantes entre cultura, tecnologia e a perspectiva de transformação social. A ideia era e ainda é tentar aproximar essas pessoas e o diálogo sobre iniciativas em torno desses temas no Brasil do resto da comunidade do Memefest.

A questão que ficou pairando, no entanto, é que parece ser preciso antes pensar modos de unir (ainda) mais essas discussões localmente. E também difundir mais por aqui as ideias em torno do conceito de comunicação radical, que podem às vezes parecer difusas. Uma comunidade global é necessariamente plural e é maravilhoso que o seja. E ela cresce quanto mais ideias podem circular e quando pessoas de diferentes rumos e bagagens se unem em torno de projetos ou simplesmente discussões comuns. E isso é uma coisa que podemos começar a fazer.

Acabo de ler, então, um post sobre o MEMEFEST LATINOAMERICA e fico animada. Aqui: http://www.memefest.org/en/profile/milenag/blogs/2010/9/memefest-latinoamrica/ É um chamado para uma aproximação, e creio que não só o background histórico, mas também o portuñol pode ser uma via comum...

Assimilação
1

Depois dos trabalhos recebidos, conferir se todos foram submetidos corretamente, selecionar, enviar para os curadores e enfim publicar os vencedores.

É louvável a iniciativa de tentar criar possibilidades comunicativas viáveis, inteligentes que que apontam para novos horizontes. Alguns dos trabalhos que criamos demoramos para saber como enquadrar nesta ou naquela categoria, mas aos poucos vamos achando os caminhos. E mesmo assim, modelos e formatos, podem (e devem) sempre ser subvertidos, desde que a ação se justifique.

Agora, a comunidade Memefest segue movimentada com os membros novos que chegaram, já começando a pensar novas ideias e projetos conjuntos, é um movimento bonito de ver! Eventos futuros virão e essa edição do festival ainda renderá uma bela exposição, um workshop e muitas reflexões. É aguardar! E não parar nunca a movimentação; ao contrário, avançar.

--> O resultado da competição participativa sai no dia 7 de março!

inesnin
ABOUT ME

Username

inesnin


Name

i n


Country

Brazil


Website

http://inesnin.net/


COMRADES